Publicado: 6 de junho de 2022, 18:22

Com exposição coletiva, Funcap reúne elementos arquitetônicos e culturais do estado


O Corredor Cultural Wellington Santos “Irmão” se une às comemorações do ciclo junino com a reabertura da exposição dupla “Mercado Velho – 20 Anos” e “Ao Mestre das Bandeirinhas”, que exaltam a memória e tradições sergipanas. A abertura acontece nesta sexta-feira, 10, às 10h. Ambos trabalhos foram expostos em 2021, viabilizados a partir de recursos da Lei Aldir Blanc (LAB) e promovidos pela Fundação de Cultura e Arte Aperipê (Funcap).

Para Jane Junqueira, curadora da exposição, os trabalhos celebram a identidade junina: “Será aberta a exposição que recorda a memória do mercado velho através das fotografias que retratam um símbolo do nosso estado, por Sergival. Junto às icônicas bandeirinhas que ilustram a exposição do artista Andresson Dias, que juntas contam as nuances do olhar artístico e festivo da cultura junina”.

Em “Mercado Velho – 20 Anos”, o fotógrafo Sergival narra um capítulo importante para o centro histórico da capital, a partir de registros capturados durante o processo de remoção dos feirantes que se aglomeravam desordenadamente no entorno do Mercado Central e o início das obras de restauração arquitetônica dos Mercados Thales Ferraz e Antônio Franco.

Já em “Ao Mestre das Bandeirinhas”, Andresson Dias, artista plástico sergipano, realiza uma homenagem ao pintor Volpi, conhecido por fazer uso do abstracionismo geométrico e retratar em suas telas temas religiosos e populares. Em suas telas, Andresson imprime a sua própria linguagem, com elementos que fazem parte dessas brincadeiras, costumes e crenças dos festejos juninos.

Lei Aldir Blanc

A Lei Aldir Blanc é uma realidade através de recursos da Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal, destinada ao Governo do Estado de Sergipe.


Atualizado: 6 de junho de 2022, 18:34