Publicado: 21 de novembro de 2022, 11:44

Em encontro com gestores culturais e artistas, Funcap propõe diálogos sobre a Lei Paulo Gustavo


Nessa última sexta-feira, 18, a Fundação de Cultura e Arte Aperipê (Funcap) realizou, no Real Classic Hotel, dois eventos: o Encontro de Gestores e Gestoras Municipais de Cultura e o Seminário Estadual de Orientação aos Profissionais da Arte e da Cultura Sergipana. Ambos abordaram a Lei Complementar de nº 195/2022, conhecida como Lei Paulo Gustavo (LPG).

Em solenidade de abertura, composta por Clara Rollemberg, prefeita de Divina Pastora, representando os demais municípios sergipanos; Wladimir Dantas Souza, Secretário de Cultura do município de Frei Paulo e presidente do Fórum de Gestores Municipais de Cultura, e Igor Albuquerque, presidente do Conselho Estadual de Cultura; a presidente da Funcap, professora Conceição Vieira, discursou sobre a questão da cultura no período de transição de governos e reafirmou o compromisso com os municípios e com os artistas.

“O Governo de Sergipe, independente da gestão, continuará a parceria com os municípios. Essa experiência que fizemos com o termo de cooperação técnica foi para o desenvolvimento da Lei Aldir Blanc e editais com recursos próprios, então é preciso ampliar, que chegue em janeiro com tudo isso colocado em posição de dar continuidade e de abraçar as políticas novas que vemos no Governo Federal” , pontuou a presidente.

Na oportunidade, Conceição Vieira também prestou agradecimentos aos companheiros de mesa por suas contribuições frente às causas político-administrativas do estado.

Após a abertura oficial, técnicos da Funcap apresentaram aos gestores e técnicos municipais a nova Lei Paulo Gustavo, suas diretrizes, recursos e meios de viabilização dentro do estado. Foram também apresentadas as melhorias e novidades da plataforma Mapa Cultural de Sergipe, agora ainda mais moderno, dinâmico e personalizável, seguido pelo ato de assinatura do Termo de Cooperação para assistência técnica no âmbito da gestão pública de cultura e uso da Plataforma Mapa Cultural. O acordo reafirma o empenho da Funcap com os municípios sergipanos para o desenvolvimento e ampliação das práticas artísticas e culturais no estado.

“Esse encontro é de extrema importância, não só para o meu município, que tem uma cultura muito forte, mas também para todo o estado de Sergipe. Ficamos muito motivados em ver que a cultura terá seu lugar em destaque, e isso para a gente, como gestores e gestoras, ficamos felizes. A Lei Aldir Blanc foi de extrema importância, essa Lei Paulo Gustavo também será, e eu tenho certeza que será muito bem aplicada”, afirma Clara Rollemberg, prefeita do município de Divina Pastora.

Da mesma maneira, no período da tarde, foram dadas as orientações para artistas e agentes culturais do estado acerca da LGP e atualizações do Mapa Cultural, com destaque para os prazos, meios de consulta pública, acompanhamento do cronograma e as contrapartidas obrigatórias. Dessa forma a Funcap, mais uma vez, exerceu seu dever também de orientação ao abrir diálogo tanto com os gestores como com os artistas sergipanos, assegurando o compartilhamento de informações e a disponibilidade de ferramentas que asseguram as condições para que tanto gestores quanto os artistas possam ter ainda maior segurança e tranquiliadade no desenvolvimento de seus projetos.


Atualizado: 21 de novembro de 2022, 11:44